CONTATOS

Tel: (11) 2609-5034

Inverno Produções 2018  •  Todos os Direitos reservados • Desenvolvido por Designorama®

FÁBIO PORCHAT

Fábio Porchat é considerado um dos nomes mais conceituados do humor brasileiro. É sócio-fundador, roteirista e ator do Porta dos Fundos. Formado como ator pela CAL (Casa das Artes de Laranjeiras), trabalhou na Rede Globo de 2006 a 2013 e começou a fazer humor nos palcos cariocas com shows de stand-up. Rodou pelo Brasil e pelo mundo com seu espetáculo de comédia solo Fora do Normal e, recentemente, foi sucesso de público em São Paulo e no Rio de Janeiro com a peça Meu Passado Me Condena

Seu grande desafio agora é comandar um talk show na Record TV, o Programa do Porchat, que chegou ao canal em agosto de 2016.

 

 

 

Televisão 

 

Seu primeiro trabalho na TV foi atrás das câmeras, em 2006, como redator do humorístico ZORRA TOTAL, da

Rede Globo, do qual fez parte por quatro anos.  Em 2008 passa à frente das câmeras, apresentando o programa

DE PERTO NINGUÉM É NORMAL, no GNT. 

Em 2010 criou o quadro EXAGERADOS, no Fantástico, em que trabalhou também como ator e redator. No mesmo ano participou atuando e escrevendo do JUNTO & MISTURADO, ao lado de Gregorio Duvivier, Bruno Mazzeo, Fabíula Nascimento, entre outros. 

Em 2011, Fábio passou a escrever e a participar do programa ESQUENTA, apresentado por Regina Casé

 

Em 2012 Porchat estrelou, ao lado de Miá Mello, a série MEU PASSADO ME CONDENA, no canal pago Multishow. Nela, Miá e Fábio formam um casal em lua de mel que começa a relembrar as histórias dos respectivos “exs”, o que acaba virando uma grande DR. Um sucesso, a série contou com duas temporadas, produção de Mariza Leão, direção de sua filha, Julia Rezende, e roteiro de Tati Bernardi.

 

 

 

Também em 2012 passou a fazer parte do elenco do programa A GRANDE FAMÍLIA, da Rede Globo, no qual permaneceu até 2013. 

 

Em 2014 estreou ao lado de Tatá Werneck em TUDO PELA AUDIÊNCIA, programa de auditório do Multishow que parodia atrações de famosos programas populares da TV. Contou com três temporadas. 

 

Em 2016 assinou com a Record TV para apresentar seu próprio talk show, PROGRAMA DO PORCHAT, que entrou na grade do canal no mesmo ano.

Teatro 

 

De 2007 a 2011 Fábio fez parte do primeiro grupo de stand-up comedy do Brasil, o COMÉDIA EM PÉ

Ainda nos palcos, escreveu, dirigiu e atuou em diversas peças, como PALAVRAS NA BRISA NOTURNA, PIQUENIQUE NO FRONT e VELHA É A MÃE, entre os

anos de 2005 e 2012.

 

Em 2009 começou a viajar o Brasil com o solo de stand-up FORA DO NORMAL. Passou por cidades como Rio de Janeiro, Fortaleza, Belo Horizonte, Cuiabá, Recife, Natal e Manaus. FORA DO NORMAL fez sucesso também internacional, sendo apresentado em Portugal e no Japão.

Em 2014 dirigiu seu primeiro monólogo dramático, OS BONS SERVIÇOS, a convite da atriz Regina Gutman, que estrelou a peça. No mesmo ano, estreou, ao lado de Miá Mello, a peça MEU PASSADO ME CONDENA, derivada da série do Multishow de mesmo nome. Com dramaturgia de Tati Bernardi e direção de Inez Viana, foi grande sucesso e ficou um ano em cartaz em São Paulo até ser apresentada em outras cidades do país, incluindo Rio de Janeiro. 

 

 

 

Cinema 

 

Fábio interpretou o traficante “Dono do Morro” no longa-metragem TOTALMENTE INOCENTES, uma comédia de Rodrigo Bittencourt satirizando os favela movies, e que chegou aos cinemas em 2012

 

O filme VAI QUE DÁ CERTO, que estreou em 2013, tem roteiro assinado por Porchat e Maurício Farias, diretor do longa. Nele, Fábio também atua, ao lado de grandes nomes, como Lucio Mauro Filho, Bruno Mazzeo e Danton Mello. O filme atingiu quase três milhões de espectadores, ficando em terceiro lugar no ranking das maiores bilheterias nacionais.

VAI QUE DÁ CERTO 2 estreou em 2016.

 

Ainda em 2013, estreou o longa MEU PASSADO ME CONDENA - O FILME, derivado da série homônima. Filmado em um cruzeiro, ultrapassou a marca dos três milhões de espectadores e foi a segunda maior bilheteria nacional do ano. MEU PASSADO ME CONDENA 2, gravado em Portugal, teve sua estreia em 2015. No mesmo ano estrelou em

O CONCURSO, de Pedro Vasconcellos.

 

 

 

 

 

Em 2014 rodou ENTRE ABELHAS, tragicomédia escrita por Porchat em parceria com Ian SBF, que estreou em 2015. 

 

Em 2016 estreou o primeiro longa-metragem do grupo Porta dos Fundos, CONTRATO VITALÍCIO, que conta com direção de Ian SBF e roteiro assinado por Fábio. 

 

Como dublador, Porchat emprestou sua voz para as personagens Olaf, na animação FROZEN – UMA AVENTURA CONGELANTE, da Disney; Chuck, de ANGRY BIRDS – O FILME, que estreou em maio de 2016 nos cinemas; e também a animação FESTA DA SALSICHA.

 

 

 

Internet 

 

Da união entre Fábio Porchat e seus amigos Antonio Tabet (Kibe Loco), o ator Gregório Duvivier, o diretor Ian SBF, e João Vicente, nasceu a produtora PORTA DOS FUNDOS, que originou o portal humorístico homônimo, veiculado na internet desde agosto de 2012. Mesmo com pouco tempo de existência, o programa virou sucesso na rede e recebeu o prêmio APCA de melhor programa de humor de 2012. Também foi o primeiro canal do YouTube no país a atingir a marca de 10 milhões de seguidores. Hoje, conta com mais de treze milhões de inscritos e contabiliza mais de três bilhões de visualizações.

 

Em 2014 assinaram com o canal pago FOX para veiculação dos vídeos já consagrados na internet, que começaram a ser exibidos em outubro do mesmo ano. A primeira série original criada para a Fox, O GRANDE GONZALEZ, chegou ao canal em 2015. O primeiro longa-metragem do grupo, CONTRATO VITALÍCIO, estreou em 2016. 

 

Ainda com Porta dos Fundos, Fábio apresenta o programa

de viagens PORTA AFORA, ao lado da Rosana Hermann. Disponível em canal próprio no YouTube, duas de suas três temporadas também foram exibidas no canal Multishow

Prêmios e reconhecimentos

 

O ano de 2017 marcou a primeira edição do PRÊMIO DO HUMOR, criado por Fábio Porchat para celebrar os talentos da comédia no Brasil. Com categorias como ‘melhor texto’, ‘direção’, ‘performance’ e espetáculo, e a participação de grandes nomes, o primeiro homenageado pela premiação foi o ator Lúcio Mauro

 

Porchat recebeu o prêmio do Júri Popular, no Salão Carioca de Humor de 2006, com a esquete “O Crítico” e foi nomeado um dos Carioca do Ano pela revista Veja Rio em 2012 e um dos Brasileiros do Ano - Novas Mídias pela

revista IstoÉ em 2013.